Quem tem medo de Virgínia Woolf?

19 setembro 2011

Por Ananda ( A Convidada)


Quem tem medo de Virgínia Woolf?


Creio que existam vários fatores que fazem as pessoas temerem a leitura dos clássicos. Talvez o próprio fato de os mesmos serem rotulados como clássicos, a dificuldade de acesso a um texto geralmente mais complicado ou ainda o preconceito de imaginar que os temas tratados por estes tais livros estarem ultrapassados ou descontextualizados com o mundo em que vivemos.

Eu, particularmente, tenho minha teoria. Que não é tão original assim, mas que traz a tona questionamentos interessantes. As pessoas não lêem os clássicos, por medo. Isso mesmo, por medo! Medo do desconhecido, medo de sair da zona de conforto a qual estamos acostumados.

Sempre que tenho em mãos algum desses livros que entraram para história sei que eles exigem silenciosos de mim - dedicação. Virgínia Woolf foi um desses difíceis de adentrar. Comecei lendo os mais leves e ainda assim encontrei obstáculos significativos para conseguir senti-la.

E finalmente, consegui. E posso dizer que cada um desses grandes nomes mudou minha vida em algum sentido, porque eles exigem do leitor uma vivência mínima para que estes encontrem o caminho. Mesmo que ao final, só reste de mim cacos. É sempre possível me reconstruir e o melhor é sempre possível me modificar, evoluir, rever pontos de vista e visão de mundo. Que sempre é estreita, mas que a cada tentativa desta se alarga. Mesmo que seja um milímetro já valeu à pena. Porque o grande escritor sabe que o prazer maior não é ser lido, é escrever. Como já disse Mrs. Woolf.

Nenhum comentário :

Postar um comentário