Resenha de série: Awkward

18 agosto 2012


Por Elana (@elanamoreira / Huntersculture)


Oi gente, tudo bem?

A série de hoje é tão boa, que eu assisti a primeira temporada em 1 dia! E daqui a pouco vou começar a segunda temporada! Chama-se Awkward.
Na história, Jenna Hamilton (Ashley Rickards, de “One Tree Hill”) é uma jovem que sofre um acidente no banheiro, o qual passa a ser considerado por todos na escola como uma tentativa de suicídio. A partir daí, ela se torna uma celebridade. Se antes era ignorada por todos, agora as pessoas querem saber quem ela é, o que pensa, o que deseja e, é claro, os motivos que a teriam levado a tentar se matar. A série apresenta duas linhas temáticas que vêm sendo muito exploradas pela mídia nos últimos anos: pessoas taxadas de ‘perdedoras’ que se tornam o centro das atenções; e a ideia de que, para se tornar uma celebridade ou pessoa interessante, basta protagonizar situações que despertam a curiosidade do público.
FONTE: ORANGOTAG

Awkard. é uma série de comédia-drama estreada a 19 de julho de 2011, na MTV.
FONTE: WIKIPEDIA

Eu ainda estou boba como essa série parecia tão boba e de repente se tornou uma das melhores que vi esse ano. Eu assisti o primeiro episódio, achei legal, mas depois dei atenção às outras séries. Mas um dia, sem muito o que fazer, resolvi assisti-la novamente. Apenas 20 minutos de episódio, algo para relaxar, porque não, né? Grande engano o meu! Grande engano...

Jenna Hamilton é uma garota invisível na escola, juntamente com suas duas melhores amigas, Tamara, que é uma doidinha que adoraria ficar popular e Ming, uma garota chinesa que é muito reprimida pelos pais. A mãe de Jenna engravidou dela aos 17 anos e, diferente da Jenna, era uma garota popular na escola. Por isso, faz de tudo para que Jenna se enturme e seja um pouco do que ela foi.
Mas Jenna não é assim. Ela é quieta, caseira, escreve em um blog, e gosta apenas de ficar com suas amigas. Mas é claro que também não se importaria com um pouco de visibilidade. E na verdade isso acontece. Ela sofre um acidente um grande acidente no banheiro e a partir desse dia, fica estigmatizada de suicida. E esse estigma faz com que ela fique conhecida na escola (????????).

Ok, não é o melhor jeito de se tornar conhecida, mas...Melhor que nada né?

Porque a partir desse dia, o garoto que Jenna é apaixonada, começa a reparar nela. E outro garoto também. E aí começa as confusões. Mas é claro que com toda essa popularidade, vem as partes ruins, que se chamam garotas vacas que querem infernizar sua vida. Não poderia ser diferente, afinal, estamos falando da Hig School, certo?


Bom, então tá Elana. É uma história que se passa na High School, existe uma garota que é invisivel, e é apaixonada pelo capitão do time de futebol e existem as garotas vacas para infernizar a vida. Clichê demais!!!

Nãooooo!!! É aí que eu me enganei e talvez a maioria se engane! A história vai muito além disso. Como está escrito na sinopse lá em cima, as duas linhas que vão sendo exploradas na série são super importantes nos dias de hoje. Todo mundo sabe como é fácil se tornar popular hoje em dia. Quer dizer, qualquer besteira que você faz, amanhã você se torna muito conhecido. Ou um acidente (que ninguém acredita que seja acidente, quem sabe). E o fato de que muitas pessoas não estão preparadas para lidar com toda essa atenção repentina. Porque afinal, grandes poderes trazem grandes responsabilidades. E inveja. E confusões e mais um monte de outras coisas que não são fáceis de lidar, ainda mais da noite pro dia.



Além disso tudo, no primeiro episódio, Jenna recebe uma misteriosa carta com um conteudo, digamos, ofensivo (mas ao mesmo tempo, que a faz enxergar muitas coisas ao seu redor e sobre ela mesma). Ela não faz a minima ideia de quem mandou essa carta e esse se torna um dos mistérios da série. Dá pra desconfiar de muitas pessoas, mas não da pra ter certeza de quem seja. Toda vez que desconfiamos de alguém é um susto, mas...Será?



O romance é um ponto alto da série. Apesar de quietinha, Jenna não é bobinha e isso é bacana. Cansei dessas meninas cheias de não me toques, que não corresponde muito a realidade de hoje em dia (existem suas exceções, claro). Ela sabe o que quer e vai atrás disso, e sabe o que não quer também. Gosto muito dela. E gosto também dos interesses românticos. Alias, dificil escolher de quem gosto mais.



A parte da familia dela é outro ponto alto. Como eu tinha dito, a mãe engravidou muito nova o que resultou em muitos sonhos deixados para trás. Mas acho muito legal o fato de os pais dela estarem juntos até hoje e apaixonados. É ruim ver como a mãe da Jenna quer transforma-la, para ficar igualzinha ao o que ela era, mas ela não é uma má pessoa. Apenas doidinha. E o pai dela é um fofo, sempre preocupado com a filha. Ela tem uma familia bacana,apesar de todas as dificuldades que com certeza eles devem ter enfrentado.

Um comentário :

  1. Rayme Datsch18 agosto, 2012

    já tinha ouvido falar nesta serie mas não me liguei muito não
    mas fiquei bastante interessada pela sua resenha!
    estou cançada de series clichês tbm --'

    ResponderExcluir