Melancia - Marian Keyes

18 agosto 2010

Sabe aquele livro que você julga pela capa? "Ele deve ser engraçado, livro para mulher mesmo..."
Foi assim que julguei Melancia antes de comprar. Adoro a capa dele e relutei por um bom tempo antes de ler. Tenho o livro a um tempo e sempre deixava ele por último, tinha medo que a minha 1° impressão fofa sumisse junto com as primeiras páginas que leria.
E aconteceu ao contrário. AMEI o livro.
Por isso, lógico, falo dele hoje.

Melancia - Marian Keyes.
Titulo Original: Watermelon
Ano: 2003.


Sinopse:
A protagonista Claire tem 29 anos, uma filha recém-nascida e um marido que acabou de confessar o seu caso de mais de seis meses com a vizinha também casada. Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e muita depressão, bebedeira e choro. Mas ela decide avaliar os prós e contras de um casamento desfeito depois de três anos e quando começa a se sentir melhor, o ex-marido reaparece para convencê-la a assumir a culpa por tê-lo jogado nos braços de outra. Claire vai recebê-lo, no entanto reservará uma bela surpresa para o ex.

Melancia é uma rara surpresa na literatura estrangeira. Pela sinopse fica claro que trata-se de mais um livro bobo para mulher. Mas depois que você leu as 10 primeiras páginas percebe que vai muito além.
O universo de Claire, uma mulher
(com alma de adolescente) na faixa dos 30 anos retratado por meio de personagens carismáticos, reviravoltas e comentários hilariantes e feministas da protagonista. É claro que não faltam farpas ao comportamento masculino.

A maior parte do livro Claire passa deprimida, depois de dar a luz a sua filha Kate, ela volta para casa dos pais em Dublin, Irlanda com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; a mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e o pai, à beira de um ataque de nervos. E lá ela se tranca num mundo apenas dela, não quer saber de homens, não quer saber de se cuidar e aparentemente não quer saber nem da sua filha.
Em uma parte do livro Claire até se arrisca a beber para tentar esquecer toda essa coisa ruim que passa.
A autora Marian, consegiu passar toda essa transissão de Claire muito bem, deixa deixar a leitura cansada, chata.

Não tem como não rir dessa familia, Helen a irmã demolidora de corações é tão irritante que a gente chega a ama-la.

Depois de levar um puxão de orelha do pai, Claire então percebe que tem que retomar sua vida. Reavalia os três anos de casamento perdidos, é claro, se interessa por um cara boa pinta chamado Adam
(que na boa... Fiquei com uma raiva FEDERAL que ela volta para o marido ''/), lindo, sensivél e para surpresa dela, está apaixonado por ela.
Os capítulos que envolvem Adam, são muito gostosos de ler e acabamos torçendo para que Claire e Adam fiquem juntos.

A forma com que a autora conduziu a estória é bem interessante.
Só uma coisinha, achei que tudo aconteceu muito rapidamente depois que Claire resolveu sair da sua depressão. Mas não tira o mérito da história.

Se ainda não leu Melacia, deveria ler, não vai se arrepender.

2 comentários :

  1. Amei a resenha!
    Já faz um tempo que tenho ouvido falar muito bem do livro e sempre adiava a compra dele para depois. Mas agora tenho certeza que vai ser minha próxima compra.

    ResponderExcluir
  2. O'hara23 agosto, 2011

    Oi Ana, tudo bem?
    Melancia é um livro bem divertido, poderá gostar dele.
    Volte sempre ♥

    ResponderExcluir