Para conhecer Rio do Sul...

16 maio 2011

Por Lana.

Comece pela música.

É isso mesmo que você leu ai em cima.
Muito me agrada quando abro o caderno de
Lazer do Jornal de Santa Catarina e me deparo com matérias de Rio do Sul e a quatidade de gente criativa que tem essa cidade.
Tá certo que odeio morar em
Rio do Sul, não é pela cidade ser pequena, ou pela falta do que fazer. Mas pela grande maioria de pessoas que conheço não serem daqui.
Mas enfim minha vida social não é o tema do Post, é música como mesmo disse.

O Jornal de Santa Catarina de hoje(16/05/2011), trás uma matéria
M-A-R-A. Destacando Rio do Sul como a Capital do Rock no Alto Vale.
Bandas como:
A bem conhecida LISS, Vince, Homem de Lixo (que usou o antigo presídio no centro de Rio do Sul como vídeo de seu trabalho, quer ver o Clipe? AQUI), Dramaphones, Rhasalon, Interpolares, Costeletas - só para citar algumas. As bandas em passos lentos, ou não, vem fazendo cada qual seu trabalho.
Tornando então conhecidas suas produções pela região,
principalmente através da internet.

E para mostrar que as bandas da região estão dando certo, no 1° Válvula de Rock Catarinense, em 2010, Rio do Sul ficou em 2° lugar em número de votos - perdendo apenas para a capital Floriaópolis. Já na votação pela internet, Rio do Sul ganhou o prêmio de Banda do Ano com Liss e prêmio de Melhor Festa/Festival com Let's Rock.
(Banda Liss).

Outra banda Rio-sulense que vem fazendo bonito no mundo online é
Vince. Em 2009, a banda teve seu disco Vazio&Sem Cores eleito entre as cinco melhores demos do mesmo ano, através da premiação do site "Zona Puck".
(Vince).

E não é apenas de prêmios que o cenário musical vive - aliás, os prêmios são apenas honra ao mérito, sem valor algum de dinheiro. Uma característica que move o rock independente Rio-sulense sem dúvidas é a insistência e busca por músicas de qualidade.
Rio do Sul tem sim uma cena cultural grande, desde música ao teatro e com gente importante, porém, falta o incentivo do governo para alavancar toda essa gente criativa que existe na cidade.

A maioria dos discos e clipes das bandas é produzida com dinheiro do próprio bolso - mas isso nunca impediu que a produção não esteja a todo vapor. Cerca de oito bandas estão para lançar seus trabalhos.

(Dramaphones).

Agora se as bandas da cidade atuam em todo vapor, provavelmente uma delas foi o estopim de tudo isso.
A Liss que em 2005 segundo Aquino
"gravava com um microfone furado e uma porcaria de computador que travava a toda hora" foi selecionada pelo Festival "Claro que é Rock" e logo após abrindo o Show do Placebo.
Lembro-me na época que a Liss ficou em 2° lugar no Festival atrás da banda SPIEGEL. E uma galera da platéia vaiou o resultado. Injusto ou não, LISS traça muito bem seu caminho.

Só me resta agora fechar esse post, bem orgulhosa com a qualidade das músicas das bandas da minha cidade.
E passar para vocês de fora de Santa Catarina que o Sul não é feito apenas de Gaúchos, deixei uma amostra super clara da qualidade que se tem aqui.

Dramaphones - Isopropanol (Teaser)






Vince - "Nossa Vez"







LISS - Ela É (A Mais Pop)






Ps: Matéria motidificada do caderno de Lazer do Jornal de Santa Catarina - 16/05/2011

Nenhum comentário :

Postar um comentário