Resenha: As Cores do Entardecer, Julie Kibler

02 março 2015

Resenha de LivroOi amores tudo bem?
Como prometido, na postagem dos livros lidos em Fevereiro, trouxe a resenha As Cores do Entardecer. Um livro lindo que me emocionou bastante. E sim, eu chorei.
São raras vezes que isto acontece quando leio um livro. A única autora que consegue este feito sobre mim é Lucinda Riley, com seus livros divinamente emocionantes. E Julie, conseguiu me fazer chorar.
as cores do entardecer_06

As cores do entardecer - Julie Kibler

As cores do entardecer - A sonhadora Isabelle e o determinado Robert desejavam, com todas as suas forças, se entregar à paixão que os unia. Mas uma jovem branca e um rapaz negro não poderiam cometer tamanha ousadia em plena década de 30, em uma das regiões mais intolerantes dos Estados Unidos, sem pagar um preço muito alto.
Diante dos ouvidos atentos da cabeleireira Dorrie, a história do amor trágico e proibido se desdobra, enquanto mudanças profundas se instalam em sua própria vida.
Com personagens humanos e, por isso mesmo, memoráveis, As Cores do Entardecer mostra que as relações afetivas muitas vezes são mais profundas que os laços de sangue. A cada etapa da viagem de Isabelle e Dorrie, as lições sobre otimismo e fé se multiplicam.
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581635910
Ano: 2015
Páginas: 352
As Cores do Entardecer é um livro simples. Sua capa não chama muita atenção, confesso, mas não engane-se, o conteúdo vale a pena. Um livro com cerca de 350 páginas, divididos entre passado e presente em seus 43 capítulos. De fato uma história digna de cinema.


as cores do entardecer_03as cores do entardecer_04
Miss Isabelle é uma jovem de 17 anos que vive no final da década de 30 quase chegando na década de 40 numa cidadezinha do Kentucky, onde tudo é meticulosamente planejado pelas pessoas religiosas, de poder e brancas da cidade. Na época, os negros só era bem-vindos como simples empregados e para deixar as coisas mais tensas, na cidade existia uma placa onde falava que pessoas de de pele escura não poderia passar depois do entardecer.
Na casa de Miss Isabelle trabalha Cora e Nell, duas moças negras, muito educadas na qual Isa gosta muito. Em um dia qualquer ela se apaixonada perdidamente por Robert, irmão das moças. Um amor proibido que não tem como te rum bom final.
Nos dias de hoje, Miss Isabelle está com quase 90 anos e morando longe do lugar onde teve sua grande paixão, um dia ela chega no salão de beleza de Dorrie, sua cabelereira e amiga e pede algo inusitado – que acompanhe a senhora em um funeral. Dorrie é negra e também sabe que alguns lugares os negros não são bem vindos. E claro, Dorrie também tem seus problemas particulares para serem resolvidos e mesmo assim aceita aventura proposta por sua amiga.
A dupla embarca em uma viagem emocionante, banhada com a história de amor entre Robert e Isabelle, fazendo Dorrie ter vários momentos de reflexão no caminho.
Não tenho muito o que falar sobre um livro que me tocou profundamente. As Cores do Entardecer tem uma história linda, cheia de emoções, romantismo, tristeza e um profundo amor que não teve fim no coração da nossa protagonista.
Dorrie é forte, aguentou firme todas as consequências de amor uma pessoa “diferente” dela, superou desafios e seguiu em frente com cabeça erguida e coração ferido.
Julie, escreveu um livro lindo. mesclar passado e presente, nem sempre é uma tarefa fácil. É necessário uma história convincente e uma boa narrativa para dar certo. as cores do entardecer_02Autora explorou um assunto delicado: preconceito racial. Apesar de vivermos em tempos “modernos”, a gente sempre se depara com preconceitos medonhos, atitudes vergonhosas que pessoas sem bom senso acabam fazendo. Mas antigamente ser homossexual, negro e ainda se apaixonar em público era problema sério e dependendo do caso a pessoa poderia ser presa e até morta. Julie Kibler, relatou um pouco desse forte preconceito em seu livro e como as coisas era complicadas antigamente para as pessoas.
Senti o quão dolorido foi para Miss Isabelle ter que ficar longe do homem que amava. Meu namorado e eu temos um contraste bem grande, já que sou branquinha e ele bem mais moreno que eu, ou seja, na década de 30 eu nem iria poder namorar com ele. Isso é o fim do mundo.
As Cores do Entardecer, é um livro triste, uma história de amor triste, porém linda que o leitor deseja muito que dê certo. Livro lindo que vale a pena ser lido!Novo conceito cortesia
-> Siga o Blog nas redes sociais e fique mais pertinho da gente ? FacebookInstagramTwitterYouTubeBaixe o Aplicativo para celular In The Sky
Helana O'hara
Sobre o Autor "Sou tímida, quem diria, e me sinto desconfortável no meio de muita gente. Não sei ter relações meramente sociais: fico amiga ou não fico nada, o tititi mundano está acima de minhas capacidades. Adoro estar nos lugares, olho tudo, sou curiosa, gosto de ouvir o que as pessoas dizem, mas, quando elas são muitas, eu preferia ser uma mosca.” {Danuza Leão} Petites + In The Sky + Dave Grohl + James Franco + Anna Friel + Ryan Gosling + Música + Cinema e louca por livros! {www.epetites.blogspot.com.br} {www.intheskyblog.blogspot.com.br} Bem vindo sempre!

4 comentários :

  1. Oi Lana,
    estou bem curiosa para ler este livro, mas não tinha lido nenhuma resenha dele.
    quando vi a sinopse dele, o que mais me deixou curiosa foi o problema que a trama trata.. parece ser ótimo!
    a unica coisa que me desagradou um pouquinho é no fato de os capítulos serem divididos entre passado e presente. eles são intercalados?? isso me deixa frustrada quando estou lendo ;x

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é ótimo.
      Sabe de uma coisa, ele é intercalado sim e sabe? Gosto quando o livro é assim, mas é bem divido.

      Excluir
  2. flor, assim que vi o livro me apaixonei perdidamente! seu enredo parece tão real, tão comovente!
    eu gostaria muito de ler! acho que vai me mostrar um pouco o que era ser negro nessa época!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaila, livro LINDO. Tô apaixonada ainda.

      Excluir