Resenha de Livro: A Barata, Ian McEwan

22 maio 2020

Alexandre Tiago

“Naquela manhã, Jim Sams, inteligente mas de forma alguma profundo, acordou de um sonho inquieto e se viu transformado numa criatura gigantesca”.
Olá a todos! Vocês conhecem o livro "A Metamorfose" do Franz Kafka, um dos meus livros favoritos? Para quem não conhece, em "A Metamorfose" conhecemos a história de um homem que se transforma em um inseto gigantesco. Mas o livro que vou resenhar à vocês é o processo que é retratado no livro "A Barata" do escritor britânico Ian McEwan onde uma barata se transforma em um ser humano! Vamos conferir?

A barata, Ian McEwan

Com sua inteligência e verve peculiares, Ian McEwan dá tratamento literário à experiência contemporânea de um mundo virado do avesso.
A frase de abertura de A barata, o novo livro de Ian McEwan, é um evidente tributo à mais famosa obra de Franz Kafka, A metamorfose: “Naquela manhã, Jim Sams, inteligente mas de forma alguma profundo, acordou de um sonho inquieto e se viu transformado numa criatura gigantesca”.
Por meio dessa divertida inversão, McEwan cria a trama desta deliciosa sátira política. Nela, Jim Sams é um inseto que, do dia para a noite, assume a forma humana de primeiro-ministro da Grã-Bretanha.
Sua missão é realizar a vontade do povo, expressa na aprovação da Lei do Reversalismo, que pretende remodelar o funcionamento da economia: as pessoas pagarão para trabalhar e ganharão dinheiro por consumir. Além de radical, a medida criaria uma enorme complicação na relação do Reino Unido com os demais países. Trata-se, é claro, de uma engenhosa metáfora para o Brexit. Mas nada poderá deter o primeiro-ministro: nem a oposição, nem os dissidentes de seu próprio partido, nem mesmo as regras da democracia parlamentar.
ISBN-10: 8535933107
Ano: 2020 / Páginas: 104
Idioma: português
Editora: Companhia das Letras

A frase de abertura de A barata, o novo livro de Ian McEwan, é um evidente tributo à mais famosa obra de Franz Kafka, A metamorfose: “Naquela manhã, Jim Sams, inteligente mas de forma alguma profundo, acordou de um sonho inquieto e se viu transformado numa criatura gigantesca”.Por meio dessa divertida inversão, McEwan cria a trama desta deliciosa sátira política. Nela, Jim Sams é um inseto que, do dia para a noite, assume a forma humana de primeiro-ministro da Grã-Bretanha.Sua missão é realizar a vontade do povo, expressa na aprovação da Lei do Reversalismo, que pretende remodelar o funcionamento da economia: as pessoas pagarão para trabalhar e ganharão dinheiro por consumir. Além de radical, a medida criaria uma enorme complicação na relação do Reino Unido com os demais países. Trata-se, é claro, de uma engenhosa metáfora para o Brexit.

Eu li esse livro por indicação da Letícia do Instagram @livros_associados em PDF e eu gostei bastante! O livro é curto e é de fácil leitura pois ele é uma crítica bem humorada à política contemporânea com toques de realismo e sátira fazendo a gente sair da zona de conforto e refletir o mundo à nossa volta. Eu nunca tinha lido nada do Ian McEwan antes e eu gostei demais tanto que já quero ler outros livros do escritor onde ele ganhou minha admiração por transformar "A Metamorfose" em uma história reversa cheia de críticas sociais muito bem construídas onde o que é asqueroso deve ser evitado para não deparamos com nojeiras no poder.
Li e recomendo à todos lerem esse livro! E vocês, já leram esse livro? Já leram algum livro do Ian McEwan? Comentem! Vamos conversar!

-> Siga o Blog nas redes sociais e fique mais pertinho da gente ? - FacebookInstagramTwitterYouTube

Alexandre Tiago



"Meu nome é Alexandre Tiago, tenho 26 anos, sou um rapaz latino-americano, humanista, pacifista, estudante de Direito e dono do Instagram Cultural @blog.estante.artistica" {https://www.instagram.com/blog.estante.artistica/}mas que ama conversar, ouvir minha coleção de cds, ver filmes, ler livros e que busca fazer um traço entre a vida, os sonhos e a arte.

Nenhum comentário :

Postar um comentário